Instagram

Seguir por Email

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Nutricionista dá dicas de alimentos benéficos a saúde cardíaca

                
              De acordo com a última pesquisa da Organização Mundial da Saúde sobre as principais causas de morte, as doenças cardiovasculares – infarto, AVC e insuficiência cardíaca – são as que mais causam vítimas no mundo inteiro. No Brasil, uma pessoa a cada dois minutos vai a óbito por males no coração, o que coloca o país entre os dez com o maior índice desse tipo de mortalidade. São muitos os motivos responsáveis pelo desenvolvimento de doenças cardíacas – como hipertensão, diabetes, colesterol elevado, tabagismo, estresse, genética, entre outros – porém todos eles podem ser agravados com uma alimentação repleta de sal e gorduras. Para orientar sobre refeições saudáveis aos cardíacos, a nutricionista do Hospital e Maternidade São Cristóvão Cintya Bassi dá algumas dicas.

 “Os alimentos que favorecem a saúde do coração são as frutas, verduras, legumes, queijos magros, peixes, carnes e aves magras, alimentos integrais e ricos em fibras, óleos vegetais, soja e cacau”, exemplifica a nutricionista. Segunda ela, o ideal é comer alimentos considerados cardioprotetores, porque contribuem para a redução do colesterol ruim e triglicérides, reduzem a pressão arterial e diminuem a agregação plaquetária, condição  que pode favorecer a formação de trombos e  prejudicar a circulação sanguínea.
             Já os alimentos que devem ser evitados por pessoas com propensão a problemas cardíacos são aqueles que necessitam de acréscimo de sal e com teor elevado de sódio, como enlatados, frios e embutidos, queijos amarelos, carnes defumadas, salgadinhos e pratos prontos. "Além desses, o consumo de álcool, gorduras e açúcar também não é aconselhável pois eles podem gerar descontrole na pressão arterial, alteração no ritmo cardíaco, enrijecimento das artérias, problemas renais e obesidade”, explica Cintya. 
             Ela também ensina alternativas para substituir o sal, utilizando de maneira correta ervas e temperos. “Utilizar vários temperos ao mesmo tempo pode mascarar o real sabor do prato e contribuir para a sensação de que o sal faz falta. É importante saber escolher e preparar. Por exemplo, o alho contém uma substância chamada alicina que é associada a uma melhor elasticidade dos vasos sanguíneos”. Outra opção é utilizar o sal light que apresenta metade da quantidade de sódio comparado ao sal comum e possui maior quantidade de potássio, o que beneficia a redução da pressão alta. Contudo, ela alerta que o sal light deve ser evitado por pacientes com problemas renais e que, como o poder de salgar é menor, necessita cuidado para não exagerar na quantidade.
                Cintya também adverte quanto à facilidade das papilas gustativas se adaptarem aos alimentos salgados, resultando em uma demora de até três meses para se acostumar com uma dieta com o teor de sal reduzido. “Para estimular esse processo, em 2013, entrou em vigor uma determinação do Ministério da Saúde que solicita a redução de sódio nos alimentos processados no Brasil”, finaliza a nutricionista.

        

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Aproveite a safra do aspargo e experimente novas receitas






O aspargo é um dos legumes de sabor e textura mais elegantes, além de ser também um alimento caro. Porém, setembro é o mês certo para testar novas receitas já que é o período  da safra do legume, sendo encontrado com mais facilidade, melhor qualidade e por preços mais baratos nas feiras e supermercados de todo o Brasil.


Rico em água, vitaminas e pouco calórico, os aspargos são ideais para serem servidos com carnes grelhadas, assadas ou incrementadas com molho. O legume quebra a gordura da carne e torna a refeição ainda mais prazerosa. 

Fonte: Academia da Carne Friboi 

segunda-feira, 19 de setembro de 2016


Expo Nutrition 2016


ExpoNutrition congela preços dos ingressos 

  A maior feira de negócios do segmento de nutrição e suplementação esportiva do Brasil traz uma boa notícia para público. O preço das entradas está congelado para compra antecipada pela internet e serão os mesmos praticados no ano passado. O evento será de 21 a 23 de outubro, no Expo Center Norte, na cidade de São Paulo.

O preço do ingresso para a ExpoNutrition é de R$ 45,00 por dia (estudantes, idosos e demais beneficiários pagam meia: R$ 22,50). Para quem preferir garantir acesso direto aos três dias do evento, o pacote sai por R$ 100,00 (somente com venda antecipada). Para comprar, basta acessar o site oficial exponutrition.com.br e clicar no link referente a ingressos, que direcionará o consumidor para a área exclusiva no site da Tickets for Fun (http://premier.ticketsforfun.com.br/shows/show.aspx?sh=EXPONUTR16&v=SCN). No local, o bilhete vai custar R$ 55,00.

O horário de funcionamento da ExpoNutrition será das 14h às 20h na sexta (21/10) e sábado (22/10) e das 10h às 18h no domingo (23/10). Empresários do setor contarão com horários exclusivos. Nos dias 21 e 22, o período das 10h às 14h será exclusivo para profissionais da área (é necessário credenciamento prévio). "Em 2016, continuaremos atendendo aos pedidos dos lojistas, mantendo o tempo dedicado aos negócios para quatro horas. A experiência já comprovou o sucesso desta ação", explica Ana Paula Leal Graziano, diretora da Savaget Promoções & Excalibur Congressos e Eventos, empresa promotora da feira e também de grandes eventos como o Arnold Classic Brasil.

Grandes expectativas - Em 2015, a ExpoNutrition movimentou R$ 100 milhões e recebeu cerca de 45 mil visitantes. Esses números foram registrados no auge da crise e representam crescimento no volume de negócios de 5% em relação ao ano anterior. Devido aos sinais de recuperação da economia e a própria tradição da feira, que chega a oitava edição, as expectativas são para resultados ainda maiores em 2016.

Novidades - Para atender aos lojistas de forma inédita, a ExpoNutrition promoverá, pela primeira vez, o evento Suplementando seu Negócio - Gestão e Marketing. O primeiro evento focado em gestão para lojas e varejo de suplementos e nutrição esportiva é resultado da parceria entre E4 e Savaget e será no dia 21 de outubro, no Expo Center Norte. Trará palestras e workshops que serão ferramentas para lojistas de todo o Brasil enfrentarem os desafios de um mercado cada vez mais competitivo e atender de forma eficiência a um consumidor bem informado e exigente.

Esportes - Além dos lançamentos e ações comerciais, o Pavilhão Branco do Expo Center Norte terá competições e apresentações de diferentes modalidades, como bodybuilding e fitness. Destaque também para a Arena Inclusão, que traz a experiência única e divertida de como é participar de modalidades paradesportivas. Com a proposta de conscientização, convida as pessoas com e sem deficiência a vivenciar quatro modalidades paraolímpicas; basquete em cadeira de rodas, bocha, futebol de cinco e badminton.

Saiba mais - A ExpoNutrition conta com o patrocínio das empresas de suplementos alimentares Black Skull, Performance Nutrition e Midway e o apoio da Champion Watch e Netshoes. Além da página oficial na internet (exponutrition.com.br), a feira também conta com endereços no Facebook (www.facebook.com/exponutritionoficial), no Instagram (exponutritionoficial) e no Twitter (@exponutrition).

ExpoNutrition Business & Sports & Show
Data: 
21 a 23 de outubro de 2016
Horário: 
21/10 e 22/10 (sexta e sábado)
Profissionais do setor credenciados: das 10h às 14h
Visitantes: das 14h as 20h
23/10 (domingo)
Visitantes e Profissionais do setor credenciados: das 10h às 18h

Local: 
Pavilhão Branco - Expo Center Norte (Rua José Bernardo Pinto, 333 - Vila Guilherme)

Ingressos: 
Ingresso diário - R$ 45,00 - Antecipado
Passaporte para os 3 dias - R$ 100,00 - Antecipado
Ingresso diário - R$ 55,00 - No local
- Estudantes e idosos pagam meia entrada, exceto no passaporte promocional

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Dicas para evitar risco de trombose venosa e varizes em quem trabalha sentado



Pesquisa publicada na revista britânica The Lancet indica que quem fica sentado mais de 8 horas por dia aumenta em 10% o risco de morte, além de ter maior propensão a desenvolver doenças vasculares. Cirurgiã vascular do corpo clínico do Hospital Albert Einstein dá dicas de como evitar complicações

 A mesa, a cadeira e o computador; são esses os três itens mais comuns na jornada de trabalho da maioria dos brasileiros empregados. O problema é que trabalhar sentado oito horas por dia (ou mais) aumenta em 10% o risco de morte, segundo estudo publicado na revista médica britânica "The Lancet". "Além disso, como a panturrilha é o coração das pernas, a cada contração muscular bombeamos o sangue e ativamos a nossa circulação. Situações onde essa musculatura fica parada muito tempo podem causar uma retenção de líquido nas pernas, levando a inchaço, pernas pesadas, cansadas e aumentando a predisposição de desenvolver varizes e trombose venosa", explica a cirurgiã vascular e angiologista Dra. Aline Lamaita, médica do corpo clínico do Hospital Albert Einstein.

De acordo com a pesquisa, que analisou 16 relatórios sobre idosos dos EUA, Europa Ocidental e Austrália, para cada oito horas sentado, é necessário praticar uma hora de atividade física para resistir aos efeitos negativos desse "sedentarismo". "Embora muitas pessoas com a rotina de trabalho muito pesada não tenham tempo e disposição para realizar atividade física em outro horário, isso é necessário para que haja um desenvolvimento da musculatura efetiva, que poderia de certa forma protegê-los dos efeitos deletérios do trabalho sentado", afirma a médica. "O hábito de realizar atividade física regular está relacionado a melhor controle de peso, melhora do diabetes, controle de pressão arterial e níveis de colesterol, além de um condicionamento cardiopulmonar", completa.

Mas para pessoas com propensão a problemas vasculares, segundo a médica, o ideal é também introduzir alguns hábitos para ativar a circulação, como:

- Realizar exercícios movimentando os pés a cada hora de trabalho sentado;
- Levantar a cada hora e andar para movimentar um pouco as pernas;
- Para alguns casos, usar meias de compressão para conforto e melhor rendimento.

Segundo a angiologista, os hábitos de vida saudáveis, como a prática de atividades físicas, são indicados desde cedo e com cuidados especiais após os 40 anos. "Como depois dessa fase da vida temos uma mudança na estrutura corporal, perdendo massa magra (musculatura), aumento da incidência de outras doenças associadas (hipertensão, diabetes), além do processo normal de envelhecimento, esse grupo deve estar mais atento aos cuidados do dia a dia", comenta.

FONTE: Cirurgiã vascular e angiologista, Dra. Aline Lamaita é médica do corpo clínico do Hospital Albert Einstein. Formada pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, é Membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia e do American College of Phlebology. 

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Gosta de abacaxi? Saiba quais são os benefícios da fruta para o organismo



 Muito apreciado em forma de suco e protagonista de deliciosas sobremesas, o abacaxi é uma das frutas mais consumidas pelos brasileiros. Além do sabor, possui nutrientes importantes para o organismo, por isso, é uma ótima opção para compor o cardápio em qualquer época do ano.

Pensando nisso, a nutricionista do hospital San Paolo (SP), Flavia Salvitti, lista alguns benefícios e curiosidades sobre a fruta. Confira:

1 - Possui vitaminas e minerais
Segundo a especialista, o abacaxi é rico em vitamina C, água (quase 90%) e fibras, que contribuem para o bom funcionamento do intestino. “Ele também oferece ao organismo o complexo B, potássio e alguns estudos indicam ainda a presença de cálcio”.

2 – Ajuda na digestão
“Podemos dizer que ele facilita a digestão de proteínas. A acidez da fruta, somada à acidez do estômago, aumenta a capacidade de digerir esse tipo de alimento”, explica.

3 – Tem baixo teor calórico
E para quem é ligado em dietas, Flavia dá uma boa notícia: “O abacaxi tem baixo valor calórico. Uma fatia grande contém em média 40 calorias. Recomenda-se consumir até cinco porções de fruta ao dia, mas o ideal é equilibrar a quantidade de abacaxi com outros alimentos, como banana, laranja e maçã”.

4 – Atenção ao armazenamento
Enquanto o abacaxi estiver com casca, deve ser mantido em local fresco e arejado. “Depois de cortado, recomenda-se consumir na primeira hora para aproveitar as propriedades nutricionais. Caso não seja possível, guarde a fruta na geladeira e consuma em até 24 horas”, ensina a nutricionista.

5 – Quem não deve consumir    
“O abacaxi não é indicado para quem sofre de gastrite, refluxo gastresofágico, úlcera e ferimentos na boca, pois a acidez da fruta causa grande desconforto”, diz.

6 - Dica de consumo
Flavia ensina uma receita simples e rápida: “Grelhe o abacaxi com um pouco de canela e mel e, assim, terá uma sobremesa deliciosa e de baixa caloria”.


quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Lasanha Vegetariana


Sem glúten e sem lactose, a receita dá água na boca e é uma opção para quem tem restrições alimentares


Ingredientes
Massa
2 ovos
1 (xícara) de água
4 colheres (sopa) de amido de milho
1 colher (café) de sal

Recheio de Tofu
400 g de Tofu
½ xícara (chá) de Shoyo Castelo

Recheio de Abobrinha
2 dentes de alho amassados
2 colheres (sopa) de Azeite de Oliva Castelo
2 abobrinhas médias raladas
1 colher (chá) de sal

Molho
1 cebola picada
2 colheres (sopa) de Azeite de Oliva Castelo
4 tomates picados sem pele e sem sementes
1 colher (chá) de sal
Orégano a gosto

Preparo
Faça a massa. Bata os ovos, a água, o amido de milho e o sal no liquidificador. Pincele uma frigideira antiaderente com um pouco de Azeite de Oliva Castelo e faça os discos de panqueca, colocando cerca de ¼ de xícara (chá) de massa no centro da frigideira e virando até formar um círculo. Deixe fritar um pouco e, com cuidado, descole a beirada da massa. Vire do outro lado e deixe fritar mais um pouco. Retire e faça o restante da massa.

Faça o recheio de tofu. Amasse o tofu e se tiver muito líquido, deixe escorrer um pouco em uma peneira. Misture com o Shoyo Castelo. Reserve.
Para o recheio de abobrinha, refogue o alho no Azeite de Oliva Castelo e junte a abobrinha e o sal. Vá mexendo e deixando cozinhar por cerca de 10 minutos. Quando não tiver mais líquido, retire e espere amornar.

Para o molho de tomates, refogue a cebola no Azeite de Oliva Castelo e junte os tomates, o sal e o orégano. Deixe cozinhar por cerca de 10 minutos e retire.

Montagem: Unte um refratário médio com um fio de Azeite de Oliva Castelo. Coloque uma camada de massa, por cima a mistura de tofu, outra camada de massa, o refogado de abobrinha, a última camada de massa e o molho de tomate. Leve ao forno alto (250◦C), por cerca de 15 minutos para esquentar bem. Sirva.

Dica: a consistência da massa é bem líquida mas ela fica firme na hora em que é colocada na frigideira, virando e esquentando. Ideal para quem não pode consumir alimentos com glúten e lactose.

Rendimento: 6 porções
Tempo de Preparo: 60 minutos
Calorias: 220 a porção


segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Receita: Creme de batata-doce com alho-poró




Chef Denise Alvarenga, da Inspire Fit - bistrô de alimentos funcionais

Receita de creme de batata-doce com alho-poró
Ingredientes:
1 batata-doce média descascada e picada
3 xicaras (chá) de caldo de legumes sem sal e sem gordura
1 xícara (chá) de leite desnatado
1 alho-poro médio (somente a parte branca) picado finamente
2 colheres (sopa) azeite
1 colher (chá) de sal
1 pitada de noz moscada
2 colheres de proteína isolada
¼ de maço de cebolete para decorar

Modo de preparo:
Leve a batata doce e o caldo de legumes para cozinhar em uma panela parcialmente tampada. Deixe por 20 minutos ou até a batata doce ficar macia. Retire, junte o leite e proteína na própria panela com o mixer até ficar cremoso. Reserve.
Em uma frigideira, refogue o alho poró no azeite até ficar macio. Junte o refogado ao creme, tempere com sal e noz moscada. Leve ao fogo mexendo por 5 minutos para apurar o sabor. Pronto!
Sirva decorando com cebolinha verde.


Sobre a Inspire Fit
O espaço de nutrição funcional oferece refeições saudáveis e conta com produtos naturais, orgânicos, suplementos alimentares e esportivos, e atendimento de profissionais da saúde. Está localizado na Mooca, tradicional bairro de São Paulo. Mais informações pelo site:http://www.inspirefit.com.br

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Para que Servem os Suplementos Alimentares?



Produtos tem o objetivo de adicionar nutrientes à dieta de pessoas saudáveis,
atletas e praticantes de atividade física.
Mercado conta com mais de 8 mil pontos de vendas em todo o território nacional,
dentre lojas físicas e as principais revendas online do país.

Sabendo que uma alimentação saudável é importante para a manutenção da saúde e redução do risco de determinadas doenças, especialistas apontam uma demanda crescente da população em busca de orientações para ter uma vida equilibrada. Segundo dados da pesquisa Global da Nielsen sobre Saúde e Bem-Estar, ao redor do mundo, aproximadamente 75% das pessoas acreditam que "são o que comem" — um sinal de que os consumidores de hoje estão explorando as últimas tendências de saúde.

Por trás de todo este movimento encontra-se o expressivo aumento do consumo de suplementos alimentares, que são produtos destinados a contribuir com nutrientes necessários para a dieta, tanto de pessoas saudáveis como de atletas e praticantes de atividade física. Os suplementos tem a finalidade de satisfazer alguma necessidade fisiológica, melhorar o desempenho e o desenvolvimento físico ou reverter um estado conhecido de deficiência nutricional. As dosagens devem ser calculadas a partir da IDR, assim como a formulação dos suplementos para estados fisiológicos especiais (gestantes e lactantes) também deve se basear na IDR.

Para o nutricionista esportivo Humberto Nicastro, é indiscutível a importância, do ponto de vista nutricional, de uma alimentação adequada em qualquer idade para assegurar o desenvolvimento fisiológico do indivíduo. “A recomendação e prescrição dos suplementos, devem ser avaliadas dentro do contexto das individualidades bioquímicas de cada paciente. Por exemplo, a ingestão adequada de proteínas e aminoácidos em associação ao exercício é considerada fundamental para os processos de manutenção e ganho da massa muscular e para geração de força. Neste contexto, diversas fontes proteicas são estudadas e comercializadas com o objetivo de potencializar as respostas induzidas pelo treinamento. Um dos fatores determinantes está na fonte proteica a ser consumida. Proteínas de origem animal (soro do leite) parecem apresentar melhor resposta em termos de hipertrofia e força muscular quando comparadas aos outros tipos de proteína. Tal diferença em termos de magnitude é atribuída em função do teor de leucina que essas fontes proteicas apresentam. Porém, esse fator pode ser corrigido por meio do cálculo da dose a ser consumida para que esta forneça o teor satisfatório de leucina e dos demais aminoácidos essenciais.”, declara o profissional.

É importante lembrar que os suplementos não substituem a dieta normal, eles participam como coadjuvantes para suprir as necessidades nutricionais de atletas e esportistas que na maioria das vezes, não conseguem suprir seus requerimentos diários de nutrientes. Portanto, não podem substituir refeições nem servir como dieta exclusiva. Tais preparações podem ser consumidas para prevenir doenças, suprir a falta de apetite, restrições na dieta ou alimentação inadequada decorrente de estresse, correria ou maus hábitos”, completa o nutricionista esportivo.

Segundo o presidente da Brasnutri, Synésio Batista da Costa, as pessoas nunca estiveram tão preocupadas com a saúde e o bem-estar. Dentre os novos consumidores incluem-se pessoas das mais diversas faixas etárias, particularmente adultos e idosos, que tiveram que adquirir um novo comportamento, com o objetivo de viver mais e melhor. “Todo bem ou serviço que possa contribuir para uma melhor qualidade de vida dessas pessoas têm um mercado potencial bastante elevado. A presença dos suplementos alimentares na vida dos brasileiros cresceu nos últimos anos. Hoje já temos mais de 8 mil pontos de vendas em todo o território nacional, dentre lojas físicas e as principais revendas online do país, e só no ano passado o varejo gerou um volume de negócios em torno de R$2,6 bilhões”, afirma.

Os suplementos podem ser encontrados nas formas sólidas, semi-sólidas e líquidas como: tabletes, comprimidos, drágeas, pós, cápsulas, granulados, pastilhas, soluções e suspenções. Os suplementos alimentares mais consumidos por quem pratica exercícios físicos são os a base de proteína, que auxiliam na reparação e crescimento dos músculos. Divididos em macro e micronutrientes, também são encontrados os suplementos de aminoácidos (que formarão as proteínas), creatina, carboidratos e emagrecedores, cada um indicado a um determinado exercício físico ou necessidade:

Suplementos de proteínas O mais conhecido é o Whey Protein, que contém normalmente os 20 aminoácidos necessários ao organismo para a construção muscular. É voltado, principal­mente, para ganho de massa muscular (reparo e crescimento dos músculos pós-exercícios físicos). Acima de 2g por kg de peso por dia ou em pessoas sem deficiência proteica, pode se transformar em gordura, visto que o organismo não elimina o excesso.

Suplementos de aminoácidosOs aminoácidos são as unidades básicas formadoras das proteínas e os suplementos são voltados especialmente para os tecidos musculares. Também auxiliam na construção muscular e no fornecimento de energia para as células musculares. Não precisam de metabolização hepática, o que facilita a oxidação diretamente no músculo. Suplementar com aminoácido evita que a reserva energética muscular de aminoácidos seja usada.

BCAAOs chamados aminoácidos essenciais de cadeia ramificada (BCAA) são muito utilizados em academias com a proposta principal de reduzir a fadiga central ou a percepção da mesma.

Albumina e GlutaminaEncontrada na clara do ovo, a albumina fornece todos os ami­noácidos que o organismo neces­sita para a formação mus­cular. A glutamina parti­cipa na redução da fadiga e na me­lhora da imunidade, reduzida pela intensidade de exercícios físicos.

CreatinaVoltada a exercícios de explosão e curta duração, a creatina também é uma síntese de aminoácidos. Re­tarda o início da sensação de fadiga e aumenta a massa mus­cular, pois leva água para dentro do músculo.

Suplementos de carboidratosOs mais conhecidos são a dextrose e a maltodextrina Este suplemento é orientado para pessoas que praticam atividades físicas aeróbicas de alta intensidade e longa duração e também para quem faz musculação. Quando consumida antes do treino a maltodextrina irá garantir que o corpo tenha as quantidades corretas de glicose para a prática segura de exercícios, poupando as proteínas teciduais e evitando a hipoglicemia. Ao ser ingerida após os treinos a maltodextrina ajuda a repor o glicogênio muscular, assim ela evita que as proteínas sejam utilizadas como fontes energéticas, favorece a absorção desta substância pelos músculos e contribui para a melhor recuperação muscular. Para os praticantes de atividades físicas o consumo da maltodextrina pode ser mais interessante do que o de outras fontes de carboidratos, como o arroz ou o macarrão, porque sua absorção é mais rápida e seu consumo mais prático, pois é comercializada em pó ou em gel.
Termogênicos - Substâncias que ajudam a acelerar o metabolismo e a aumentar a temperatura corporal, auxiliando na queima de gorduras e perda de peso.

L-CarnitinaDentro das substâncias conhe­cidas como fat burners, queima­doras de gordura, está a L-Carni­tina, que promove a queima de gorduras dentro da célula.  Uma das principais funções da L-Carnitina no organismo é participar do metabolismo das gorduras, transportando os ácidos graxos para as mitocôndrias, as estruturas celulares responsáveis pela produção de energia. Basicamente, a L-Carnitina garante que a gordura (além dos carboidratos) seja utilizada para gerar energia para o organismo.

Sobre a Brasnutri – A Associação Brasileira dos Fabricantes de Suplementos Nutricionais e Alimentos para Fins Especiais, fundada em 9 de maio de 2012, por fabricantes de suplementos nutricionais, objetiva o desenvolvimento de ações em favor da ampliação do mercado, a formalização das relações comerciais, o respeito a um ambiente sadio e competitivo entre os produtos e empresas. 



quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Brigadeiro funcional


Feito a partir da biomassa da banana verde, o doce desenvolvido pela chef Iracema Bertoco oferece diversos benefícios à saúde

O senso comum de que tudo que é bom engorda ou faz mal, acaba de cair por terra com a nova forma de se consumir banana. A biomassa preparada a partir da banana verde constrói prebióticos, componente famoso por ajudar o intestino trabalhar corretamente, pois contém um amido resistente, fonte de energia que funciona como alimento para as bactérias intestinais benéficas.

Desta maneira, ocorre uma manutenção perfeita da integridade da mucosa do intestino, que é responsável pela absorção adequada dos nutrientes e pela barreira da entrada de substâncias maléficas. Quando verde, a banana apresenta, ainda, baixa concentração de frutose, mas preserva seus sais minerais e vitaminas, o que ajuda as pessoas que querem manter a forma — pois o amido resistente dificulta a absorção de gorduras — e pode ser facilmente aplicada em receitas. Além de ser saborosa, a banana verde ainda pode ajudar na redução de peso e do colesterol, e controlar a quantidade de açúcar no sangue (glicemia).

Pensando em todas essas vantagens, a chef curitibana Iracema Bertoco, professora dos cursos de gastronomia do Centro Europeu, uma das principais instituições de ensino do mundo, se dedicou aos estudos e criou receitas especiais, entre elas um saboroso brigadeiro, utilizando biomassa de banana verde. Apaixonada pela gastronomia funcional, uma das principais e mais atuais formas de abordagens da nutrição, Iracema acredita que comer, além de nutrir, é um ato de prazer.

“Transformar o brigadeiro, símbolo de quilos a mais em um doce saudável para se comer sem culpa foi um desafio, pois ele tem uma referência de sabor e textura. Mas depois de muitos testes consegui um resultado que surpreende os apaixonados pelo doce, e a maioria das pessoas que prova diz que é melhor que o tradicional”, orgulha-se a chef.

Para completar a receita do brigadeiro saudável, Iracema usa leite condensado diet caseiro feito sem açúcar, à base de leite em pó, sucralose (adoçante derivado da cana-de-açúcar), manteiga, cacau em pó e raspas de chocolate diet. “O brigadeiro de banana verde se transformou em um grande sucesso na cidade de Curitiba. Não conheço ninguém que tenha experimentado e não tenha gostado”, comemora a profissional.

Por não ter cheiro e nem gosto de banana, a biomassa é muito versátil e pode ser utilizada em vários outros preparos. A chef Iracema Bertoco costuma utilizar a técnica para a produção de nhoque (substituindo a batata), bolos, cupcakes, pães, sopas, feijoada, purês e sucos. “Desta forma os impactos das gorduras e açúcares são minimizados no organismo ao saborear receitas deliciosas”, completa.

Benefícios da biomassa de banana verde:

· Acelera o trânsito intestinal;
· Reduz o tempo de exposição de toxinas na mucosa do intestino;
· Controla o diabetes. As fibras promovem uma lenta entrada dos açúcares no intestino, reduzindo as taxas de glicemia, especialmente após as refeições;
· Reduz o colesterol e triglicerídeos quando consumida regularmente;
· Prolonga a sensação de saciedade e diminui a absorção de gorduras pelo organismo, ajudando em dietas de emagrecimento.


Biomassa de Banana Verde

Ingredientes:
· 4 Bananas bem verdes de qualquer variedade
· Água

Modo de preparo:
Lavar bem as bananas com esponja e detergente, cortar as pontas sem deixar aparecer a polpa. Em seguida levar em uma panela de pressão com água fervendo, suficiente para cobrir as bananas. Contar 10 minutos a partir do início da pressão da panela. Deixar o ar sair e a panela perder a pressão sozinha. Separar as cascas das polpas e levar apenas as polpas bem quentes para processar até que fique uma massa homogênea. Para ajudar processar pode-se utilizar água desde que seja bem quente.  Rendimento: +ou- 100 g

Obs: Nunca utilizar a água do cozimento das bananas para misturar à polpa, pois ela contém tanino que escurece a massa.

LEITE CONDENSADO DIET

Ingredientes
· 400 g de leite em pó desnatado
· 150 ml de água fervente
· 10 g de sucralose
· 60 g de manteiga

Preparo: Bater todos os ingredientes no liquidificador e reservar

Brigadeiro
Rendimento: 40 brigadeiros com apenas 40 calorias cada
Custo da receita: 15 reais
Tempo de preparo: 30 minutos

Ingredientes
· 1 receita do de leite condensado diet caseiro
· 100 g de biomassa de banana verde
· 80 g de cacau em pó
· 100 g de chocolate diet picado
· 150 g de chocolate diet ralado (usar no lugar do granulado)

Preparo: Colocar os quatro primeiros ingredientes em uma panela e levar ao fogo brando mexendo sempre até atingir ponto de brigadeiro comum. Deixar esfriar, enrolar e passar no chocolate diet ralado.


terça-feira, 9 de agosto de 2016

Para aquecer o inverno: “Muffin low carb de chocolate!”


Prático, apetitoso, saudável e com baixa caloria, o Muffin low carb de chocolate é uma ótima opção para o período mais frio do ano 

É possível deixar este inverno ainda mais saboroso, sem se preocupar com a balança. A consultora de nutrição funcional Andrezza Botelho criou uma receita imperdível para aquecer o período mais frio do ano: o Muffin low carb de chocolate.  A novidade combina sabor, praticidade, baixas calorias e muita saúde -- o chocolate ajuda a melhorar o humor e a concentração, abaixar a pressão arterial, reduzir dores musculares, atua no bom funcionamento do coração e até mesmo no controle do diabetes. “Para obter os benefícios ao organismo, é necessário que o consumo seja frequente, porém moderado, por volta de 30 g por dia”, ressalta Botelho.


Ingredientes:
·         2 ovos
·         2 colheres de sopa rasas de óleo de coco
·         3 colheres de sopa de cacau ou achocolatado em pó
·         2 colheres de sopa de farinha de linhaça dourada
·         adoçante a gosto
·         1 xícara de farinha de amêndoas
·         1/2 xícara de água
·         1 colher cheia de geleia de fruta sem açúcar
·         1 colher de sopa rasa de fermento em pó 
Modo de preparo:
Bata primeiro os ovos e vá adicionando os demais ingredientes aos poucos, deixando o fermento por último.
Coloque em forminhas de cupcake e asse em forno pré-aquecido em temperatura baixa por 25 minutos.
Sirva quente.
Rendimento: 2 porções

Calorias por porção: 290 kcal

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

HCor oferece serviço especializado para orientar esportistas em geral


Pioneiro no Brasil, atendimento multiprofissional visa orientar esportistas em geral e pacientes em continuação de tratamento médico que pretendem iniciar a prática esportiva com segurança 

O sedentarismo é um dos maiores vilões da saúde. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a falta de exercícios físicos é uma das 10 principais causas de óbito no mundo – registando mais de 3,5 milhões de casos anualmente. Um em cada quatro adultos e 80% dos adolescentes de todo o planeta não mantêm o nível mínimo de atividades físicas recomendadas. Entre as principais consequências da falta de exercícios estão a obesidade, o diabetes, a hipertensão arterial, os infartos e os acidentes vasculares cerebrais, os derrames.

Neste cenário, incentivar e aumentar o nível de atividades físicas é um desafio de saúde pública. Muitas vezes o exercício é visto como uma obrigação. Mudar esta visão é fundamental. “Não há pílula mais eficaz do que a prática de atividades físicas regulares. É a melhor e mais moderna forma de prevenir e tratar doenças em crianças, adultos e idosos”, afirma Dr. Nabil Ghorayeb, cardiologista, médico do esporte e coordenador da Clínica do Esporte HCor – Hospital do Coração, em São Paulo.

Planejar corretamente as atividades é indispensável. No entanto, antes de dar adeus à preguiça, é importante fazer um check-up para se certificar que a saúde está em dia. “Uma avaliação física completa envolve exames clínicos e físicos, como testes ergométrico e eletrocardiograma, por exemplo. Com uma boa orientação médica é possível conhecer o seu nível de condicionamento físico e traçar o plano de exercício mais adequado para cada objetivo”, orienta Dr. Ghorayeb.

Os benefícios da atividade física
· Melhora a capacidade cardiorrespiratória, prevenindo a hipertensão arterial, doença aterosclerótica coronária do coração, diabete e alguns tipos câncer;
· Ajuda no controle do peso e no combate a obesidade;
· Reduz o risco de quedas e fraturas, grandes vilões da qualidade de vida do idoso;
· Melhora as funções psicológicas.

Quanto exercício é preciso fazer?
· 150 minutos de atividades aeróbicas de intensidade moderada por semana, que podem ser divididas em 30 minutos diários, como caminhar, nadar, correr ou pedalar;
· 75 minutos de atividades físicas de alta intensidade por semana, que podem ser divididos em 25 minutos em três dias por semana;
· Atividades de força muscular duas ou mais vezes por semana.

Sobre a Clínica do Esporte HCor
A Clínica do Esporte HCor é um serviço especializado e único na sua concepção, que oferece avaliação e acompanhamento individualizado e direcionado para a prática de atividade física e esportiva com segurança.

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Atividade física: menos técnica e mais entendimento humano


                                                                                                              Cristiano Parente*
 Nos últimos dias, um estudo sobre a eficácia da realização de um minuto de intenso exercício físico foi amplamente divulgado pela imprensa nacional e internacional. O novo método, tido como ideal para quem não gosta ou não dispõe de tempo para a prática de atividade, entretanto, chama a atenção para algo muito mais complexo e profundo. Coloca a sociedade para pensar naquilo que deseja pra si.
É cada vez mais comum a divulgação e repercussão desse tipo de informação. Quanto tempo de exercício fazer? Um minuto é válido? Três vezes por semana, talvez? Sempre se discutiu a real necessidade que temos de exercício: duração, frequência, intensidade, formato, etc. A grande verdade é que a busca por minutos preciosos no dia a dia tão acelerado, somados à falta de capacidade de se pensar modelos de atividades físicas que não fossem tão chatos tornaram essa necessidade de encurtar ou diminuir o tempo quase numa obsessão.
Se pararmos para uma reflexão, observaremos que estamos tentando empurrar o exercício goela abaixo da sociedade, num formato chato e nada agradável, que dói, faz as pessoas suarem e que, somado à falta de entendimento, se transforma em desmotivação. Isso faz com que muitos desistam sem ter permanecido tempo suficiente para obter resultado. E nessa toada, pesquisadores buscam soluções para que a atividade física não dure muito, para que as pessoas possam se livrar dela rapidamente.
A resposta ideal para a pergunta sobre quanto tempo de exercício cada um precisa fazer é mais ou menos o tempo de sua vida. Sim. Temos que fazer exercício durante a vida toda. Como exercício, entenda-se a realização de movimentos, que não necessariamente precisam ser dentro da academia ou com roupa de ginástica.O movimento pode ser realizado no trabalho, quando existe alguma demanda física acima da sua média normal de vida. Também pode ser durante seus deslocamentos, seja para o trabalho, seja para a escola, ou ainda em clubes, parques ou outros ambientes que vão além da academia.
É preciso mudar a forma como se pensa e, principalmente, como se transmite a atividade física. Pense: quando faz algo que lhe agrada, diverte e que te gera boas sensações, se preocupa em realizar tal ação no menor espaço possível de tempo ou gostaria de fazê-las por mais tempo, mais vezes e com mais calma? Para os exercícios, porém, o que acontece é justamente o oposto.
O problema está no modo como as atividades são empurradas para as pessoas. Sem a exata compreensão sobre a importância, os benefícios e a dinâmica envolvida na realização de cada movimento, a atividade fica chata, cansativa, repetitiva, além de dolorida, um verdadeiro convite ao sedentarismo.
A prática de atividade física pode representar a diferença entre uma vida mais saudável e divertida e uma vida com mais doenças e menos qualidade. Pode, inclusive, representar a diferença de, lá na frente, viver alguns anos mais. A atividade física tem imensurável valor vital. Mas, para que possa gerar todo esse valor, ela precisa ser regular, ser realizada ao longo de toda uma vida. E o grande segredo para fazer algo de maneira regular ao longo de tanto tempo é torna-lo agradável, e não menos pior. É pensar em transformar a experiência do exercício em compreensível e prazerosa.
Os profissionais de ponta da área de educação física estão realizando essa transformação de maneira muito inteligente, tornado o exercício amigável para o usuário, com conteúdo, psicologia, comunicação, marketing, gestão inteligente e, principalmente, pensando em pessoas antes de técnicas.
É possível fazer com que todos sintam vontade de praticar exercício. Basta adaptar a atividade para as pessoas e não as pessoas para a atividade. O que não é possível é querer que façam algo que não gostem de maneira obrigada e que está provado cientificamente que não gera resultado consistente.
Quando os profissionais se especializam em pessoas e não primordialmente em técnicas, principalmente com aquelas que têm dificuldade de começar e dar sequência no exercício – e que representam mais de 90% da população mundial -, os resultados conseguidos em termos de conversão em definitivamente ativas são absolutamente incríveis.
Essa transformação é fundamental. Enquanto apenas as técnicas de treinamento forem estudadas se pensando em efetividade numérica pura e simplesmente pela fisiologia que seria a ideal do corpo, como se as pessoas fossem máquinas, nada se conseguirá.
*Cristiano Parente é professor e coach de educação física, eleito em 2014 o melhor personal trainer do mundo em concurso internacional promovido pela Life Fitness. É CEO da Koatch Academia e do World Top Trainers Certification, primeira certificação mundial para a atividade de educador físico.